17/09/09

Raul Solnado, M.S. Lourenço, Edward Kennedy: conversas interrompidas

Quando os meus olhos se abriram, aquele Deus tinha desaparecido em qualquer canto que só Ele conhece, um canto que nunca ninguém conheceu e quando saí daquela porta, corri para a beira do rio para dar um grito de gratidão à minha alma, e sorri para o Universo.
O texto integral do Fr. Bento Domingues, op, pode ser lido aqui.

Sem comentários:

Publicar um comentário